Vacuidade


VACUIDADE


"Forma é vacuidade.
Vacuidade é forma.

Forma não é outra coisa senão vacuidade.
Vacuidade também não é outra coisa senão forma.
Da mesma maneira, sensações, percepções, fatores condicionantes e modalidades de consciência são vacuidade"
 BUDA

"Aquilo que se origina na dependência de outras coisas não possui natureza própria, é vazio de natureza própria'' NAGARJUNA.


1)SUTRA PERFEIÇÃO DA SABEDORIA
CAMINHO DA ACUMULAÇÃO MAHAYANA:após atingir uma concentração unifocalizada no tranquilo permanecer,é a realização da vacuidade de maneira inferida através do ouvir e contemplar.

CAMINHO DA PREPARAÇÃO:é a realiza ção da vacuidade de maneira inferida através do meditar qdo se atinge uma meleabilidade especial advinda da sebedoria.

A)4 PROFUNDIDADES DO AGREGADO FORMA:corpos físicos,som,cheiro, tato e sabor,isto é,os objetos das 5 consciências(visual,auditiva,olfativa, tátil e gustatória).

-FORMA É VACUIDADE(profundidade do último):Forma é destituído de natureza própria por ser impermanente e interdependente de ações ou causas e condições,nome, partes ou agregados,base de imputação ou de designação,mente conceitual que realiza imputação;existe,mas não existe da maneira que parece existir, ou seja,independente dos demais fenômenos,de seus componentes,da mente e dos processos conceituais.

-VACUIDADE É FORMA(profundidade do convencional):A Forma como uma manifestação do vacuidade gerado em decorrência da interdependência  de causas e condições(ações,nome,agregados, base de imputação,mente q realiza imputação);Vacuidade como base p manifestação da forma;Forma que surge como nome ou aparência apartir da vacuidade apesar de parecer inerentemente existente.

-FORMA NÃO É OUTRA COISA SENÃO VACUIDADE (profundidade das 2 verdades enquanto mesma entidade):a Forma e a vacuidade são a mesma entidade; a vacuidade é uma característica inerente da forma,ou seja,forma e vacuidade não existem como entidades separadas;objetos convencionais sendo vistos como vacuidade durante meditação.

-VACUIDADE TAMBÉM NÃO É OUTRA COISA SENÃO FORMA(profundidade das 2 verdades enquanto nominalmente distintas):Forma e vacuidade são a mesma entidade,mas com aspecto diferente,ou seja não são idênticas; Forma existe de forma convencional e vacuidade é sua natureza última;A forma aparece à nossa mente porque ela é vazia de existência inerente,não apesar de sua vacuidade.

B)4 PROFUNDIDADES DOS DEMAIS AGREGADOS:profundidade do último, do convencional,das 2verdades enquanto a mesma entidade e das  2verdades enquanto a mesma entidade com aspectos distintos.

-SENSAÇÃO: faz parte do continuo mental, sendo um fator mental acompanhante(que acompanha cada momento da conscienciência) e experencia os objetos após o contato em agradável,desagradável ou neutro;Denpendente relacionado sobretudo do contato entre mente e objeto:pto de encontro que não ocorre inerentemente devido a distância entre mente objeto não premitindo um encontro real entre eles.

-DISCRIMINAÇÃO: também faz parte do continuo mental é um fator mental acompanhante que distingue um objeto do outro,o certo e o errado em função de suas características peculiares;Dependente relacionado  sobretudo de base de imputação.

-FATORES DE COMPOSIÇÃO: inclui os outros fatores mentais acompanhantes:atenção(foco), intensão(direcionamento da mente) e contato(pto de encontro);fatores mentais virtuosos: esforço,fé;fatores deludidos:apego, raiva,ignorância;Dependente relacionado sobretudo de ações.

-CONSCIÊNCIA: constituído pelas 6 mentes primárias do contínuo mental(consciência visual,auditiva, olfativa, gustatitiva,tátil e mental);mente é aquilo que é clareza porque carece de forma e possui o poder de conhecer ou perceber os objetos; Dependente relacionado sobretudo de um contínuo que não existe inerentemente antes do contado do objeto pq depende do objeto para existir;ñ existe durante o contato porque não se funde com ele;e nem existe depois do contato porque o que resta após contato é apenas a ilusão.

CAMINHO DA VISÃO: realização direta da vacuidade através de uma mente não conceitual,superando aparencia dual(aparência do objeto somado a aparência de sua existência inerente) ,isto é ,realização de vacuidade  profunda superando a aparencia dos objetos convencionais,fundindo a mente com a vacuidade e servindo como antídotos direto das delusões intelectualmente formadas(dúvidas e visoes errôneas);  Bases convencionais da vacuidade dos fenômenos:
-Natureza:vazio de existencia inerente.
-Características:dependente relacionados.
-Produção:resultante de causas e condições,ações ou continuo anterior.
-Cessação:resultante da mudança cte ou impermanencia sutil;condição p q ocorra o efeito ou continuo posterior.
-Máculas:falhas,delusões ou imperfeições.
-Separação de máculas:abandono das falhas mediante aplicação antídotos.
-Diminuição: cauas e condições levando a redução da intensidade.
-Aumento:caisas e condições levando a amplificação da intensidade.

CAMINHO DA MEDITAÇÃO: antídoto direto para eliminação das delusoes inatas como raiva e epego (resultantes do autoagarramento),que haviam apenas deixado de surgir no caminho da visão;ocorre abandono gradativo dos 9níveis de intensidade das aflições do Reino dos desejos a cada entrada no equilibrio meditativo sobre a vacuidade;meditação ainda sobre a vacuidades dos18Costituintes ,12Elos de Originação Dependente e 4Nobres Verdades fortalecendo a realização direta da vacuidade.

CAMINHO DO NÃO MAIS APRENDER: mente que atingiu a plena iluminação, ou seja realização de todos os objetos de conhecimento e práticas espirituais,superando mentes deludidas,aperfeiçoado as qualidades positivas e tornando-se um Buda plenamente iluminado.

MANTRA E EXORTAÇÃO: recitação para proteção da mente contra as obstruções,lembrando se dos apectos da vacuidade de cada parte'Tagatha(é assim) Om(corpo,fala e mente dos q se dirigem a iluminação) Gate(ir/caminho acumulação) Gate (ir/caminho preparação)Paragate (ir perfeitamente/caminho da visão) Parasamgate(ir perfeita e completa mente/caminho meditaçã) Bodhi (iluminação/caminho ñ mais apren  der)Soha(construir o fundamento)'.

Fonte:"Sutra do Coração", de Sua Santidade Dalai Lama e "Coração de Sabedoria", de Geshe Kelsang Gyatso






Nenhum comentário:

Postar um comentário